quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Concerto Natalino

Secretaria Municipal da Cultura convida para:

Coro e Orquestra de

Itaipu

Concerto Natalino

Dia: 29/11 (domingo)

Local: Catedral

Horário: 20h30

Secretaria da Cultura: 3902-1370

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Exposição Arte em Cacos

Está sendo realizada no SESC Cascavel a Exposição Arte em Cacos, da artista plástica Thais Pontes, de Toledo - Pr. O trabalho da artista baseia-se na técnica de Mosaicos. As obras estarão expostas no espaço do SESC Cascavel até o mês de dezembro. Vale a pena conferir.

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Diario de um louco

Progamação no SESC Cascavel:

Dia 24/11 - Das 13h00 às 17h00 e Dia 25/11 - Das 8h00 às 12h00 - Oficina "Da Observação à Cena"

Oficina de Cenografia ministrada por Jorge Bweres, diretor do grupo de teatro Lavoura - PB (Jorge Bweres é Arquiteto e Urbanista pela UFPB e pós graduado em Educação Ambiente e Comportamento). A oficina consiste em noções básicas de representação gráfica e elementos arquitetônicos para a construção de um projeto cenográfico em que estética e conceito sejam adequadas ao espetáculo teatral.

Público Alvo - Profissionais de teatro, Estudantes de Arquitetura e demais interessados.

Local - SESC Cascavel - Rua Carlos de Carvalho, 3367. Salão Social.

*Oficina Gratuita.

*Vagas limitadas.

Dia 25/11 - Espetáculo - "Diário de um Louco" às 20h00.

Local: SESC Cascavel. Salão Social.

Público Alvo - Comerciários, dependentes e comunidade em geral.

* Entrada Franca.

Sinopse

Monólogo interpretado por André Morais a partir da adaptação da novela do escritor russo Nicolai Gogol. Protagonista é narrador anônimo: funcionário público desesperado de paixão pela filha do chefe cria para si um trono e uma coroa na tentativa de superar a mediocridade de sua existência. Sua total alienação e a força que pesa sobre ele, desde sua depressão até a máquina chamada Estado - objetos de alegorias cenográficas, como um teto que vai baixando - , fazem-no enlouquecer e terminar em um manicômio. A visão do mundo ao seu redor, suas percepções, angústias e confusões são parte desse texto do século XIX.

Ficha Técnica

Adaptação para teatro: André Morais

Direção: Jorge Bweres e André Morais

Elenco: André Morais

Música original: Marcílio Onofre, Samuel Correia e Wilson Guerreiro (Compomus/UFPB)

Cenário: André Morais

Figurino: Suzy Torres e Graça Morais

Desenho e operação de luz: Jorge Bweres

Operação de Som: Marinalva Rodrigues

Sobre o Grupo

O Grupo de Teatro Lavoura, nome com que foi rebatizado o grupo Bigorna, iniciou sua trajetória com o espetáculo "Diário de um Louco" (2005), monólogo produzido com um mínimo de recursos e total investimento no ator. O processo de montagem do espetáculo, a partir do encontro entre Jorge Bweres e o ator André Morais - os dois dividem a direção -, teve como base o trabalho independente de André, que já montara e dirigira o monólogo em 2003, e sua história sintetiza a própria natureza e o modo de trabalhar da Cia. "Diário de um Louco" participou de diversos festivais pelo Brasil, recebendo em 2005 seis prêmios no Festival Nacional de Guaçuí ES, entre eles o de melhor espetáculo, melhor direção, melhor música e melhor ator. Em 2006, no 13º Festival Nordestino de Teatro de Guaramiranga/CE, foi premiado com os troféus de melhor espetáculo (jurí oficial) melhor ator e melhor música.

Qualquer dúvida estamos à disposição,

Lysiane Baldo - Técnica de Atividades Artístico-Culturais. SESC Cascavel.

Maiores informações: 45 3225-3828 (Serviço de Atendimento).

Esquecimentos de Mulher

O SESC Cascavel em parceria com o JL Shopping realiza a partir do dia 16 de novembro a Exposição Esquecimentos de Mulher, das artistas chilenas Maria Soledad Quezada e Paola Ferraris, no espaço do JL Shopping Cascavel. Você poderá conferir o trabalho até dia 18 de dezembro.

Release sobre a Exposição

Parece ser que para formular um projeto de arte, requere-se só de elementos analíticos e formatos... acreditamos que nos esquecemos da poesia e a simples intencionalidade do artista em formular um momento do refletir e da emoção. É sobre o esquecimento precisamente que queremos pensar, mergulhar num processo que dirige-nos por estradas da dor e da sanação, que confunde-se com as lembranças e com o grito da angústia, da perda. De querer esquecer, mais o que é realmente o esquecido? É aquilo que não interessa para nós? Esquecemos por negligência ou por necessidade de continuar vivendo? Hoje queremos refletir sobre o especial esquecimento da mulher, dos sonhos e brincadeiras de criança (vestido vermelho sobre a mesa). Que foram devorados pelo tempo e a sociedade, convertendo-nos muitas vezes em arquétipos das estigmatizadas, das parias. No outro extremo da sala um vídeo com a curação, metáfora da ferida (alma-corpo) e um texto sobre gaze, o esquecimento como sanação e reconstrução. O vídeo gravado no consultório 1 da cidade de Santiago, Chile, mostra como se cura a uma mulher, seus pés, pés nus e doentes que deixam de andar , de por sapatos para seduzir. Nele mostra-se o uso de utensílios médicos invasivos (tesouras e pinças de aço), frios e punçantes que cortam e limpam. E protetores (as gazes). Outra imagem importante do vídeo é a limpeza da ferida, o uso da água como símbolo de purificação, catarse da dor. As gaze escrita com iodo (cheira a sanação). O texto corresponde a uma canção típica portuguesa “Fado”, como um estilo musical que conta histórias de amor e desamor, marinheiros que deixam o porto e mulheres que vão-se perdendo entre lágrimas e esquecimentos. Assim volta-se a fechar o ciclo.

Mais informações: 45 3225-3828. (Central de Atendimento - SESC Cascavel)

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

bla bla bla do "anjo"

Bla bla bla

Eu adoro ver o “anjo” irritado comigo e com a secretaria...

Isso apenas confirma a que ele não tem mais nada pra fazer.

Agora ele fica promovendo grupos que já são bem sucedidos como o Circo du Soleil...

Caro “anjo” continue assim porque eu adoro ver porcaria na internet quando não estou trabalhando. Como posso ver você tem muito tempo vago pra não fazer nada posta no seu blog quase todo dia.

(enquanto os anjos reclamam os demônios trabalham e fazem cultura)

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Em resposta

Matéria de jornal que fala sobre o espetáculo que foi um dos recordes de publico nesse festival de 2009. Quero aproveitar o memento e postar um fragmento de texto de um diretor de cascavel... Que não cria nada. Pois não tem competência e usa o tempo em que poderia estar estudando teatro e criar espetáculos de qualidade, para falar mal de que trabalha. “Espaço para o "Tico", que esteve presente com peças, improvisações e oficinas mostrando assim a "cara" da administração cultural do municipio no quesito qualidade, fundamentação e politica cultural.” Leia o texto completo no blog doa "anjo" E já que o senhor (anjo) diz que eu tenho escrito com erros de português no meu blog nas esqueça que município e política têm acento no “I”. Ele também diz que o festival desse ano foi decadente. Bom não foi pior do que o(FICA) que por acaso não era um festival de cascavel, mas sim um festival do “anjo” que tinha objetivo a promoção de seu grupo e passar uma rasteiras em outros grupos de cascavel. Com isso concluímos da seguinte forma. Se o “anjo” mesmo com DRT não tem competência pra fazer algo de qualidade que fechem suas bocas e vão produzir teatro, apresentar pelo Paraná inteiro. Caso contrario. Deixem que queira trabalhar em paz.

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

video Reportagem da peça improvisando dos Colégios Wilson Joffre e Eron Domingues. você também pode ver no youtube: http://www.youtube.com/watch?v=tiaj0CbMCyk

reportagem Edson Bueno e Improviso

video

Grupo do Edson Bueno e grupo de improviso que faziam oficina com o Tico em entrevista para a RPC.

Veja também no youtube

http://www.youtube.com/watch?v=Wra4OwV9V5Q

Festival de Teatro

No ultimo sábado encerou o festival de teatro de cascavel com a conclusão da oficina de improvisação.

Ressalto a presença da secretaria de cultura de cascavel...

Nas apresentações:

A divorciada -- de Maringá

O evangelho segundo são Mateus -- de Curitiba

Eu que escolho -- de Toledo

E balelas improvisadas -- de cascavel.

OBS: verifique que a única apresentação de cascavel que teve a presença da secretária “balela improvisadas” por ser uma apresentação de conclusão do festival e ela tinha que dar um discurso.

Ressalto secretaria de cultura que a partir do momento em que você começar a participar da cultura de cascavel você nunca mais vai cometer erros como, por exemplo:

--- deixa eu te apresentar uma pessoa --- esse aqui é o tico da dança.

Palavras da secretaria de cultura.

Mas a melhor coisa desse festival foi não ouvir a voz de um pseudo-intelectual de Umuarama suposto critico de teatro.que que tinha com objetivo destruir a cultura de cascavel.

Abraços a todos que festival participando do festival que foram lá trocar experiências.